quarta-feira, setembro 25, 2013

Lembro-me que naquela altura chegava a ter cerca de vinte chamadas tuas que eu não tinha atendido. Sabias perfeitamente que eram essas as alturas mais inoportunas para me ligares, mas ainda assim tentavas a tua sorte. Nunca percebi bem o porquê de o fazeres, nunca consegui chegar a nenhuma conclusão em relação a ti... Eu não ia atender. Podias continuar a ligar até achares que já era tempo de desistir. A merda disto tudo é que tu sabias sempre onde me encontrar depois de todas as chamadas que fazias. Sabias todos aqueles sítios em que possivelmente eu poderia estar. E encontravas-me, sempre... E a verdade é que eu podia reclamar e ralhar-te vezes sem conta, pedir-te o meu espaço, mandar-te embora, insultar-te mas sabias sempre dar a volta a essa minha raiva incontrolável e, de repente, já só te queria ali comigo sem precisar de absolutamente mais nada.

2 comentários:

  1. é sempre melhor o querer estar junto do que separado

    ResponderEliminar

ler +

os meus seguros seguidores: